Ainda não há comentários

Bienal do Livro atrai mais de 450 mil visitantes e movimenta R$ 9,6 milhões

bienallotação-600x400

A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, realizada de 16 a 25 de agosto, no Centro de Eventos do Ceará, foi um sucesso de público e vendas, levando milhares de cearenses e turistas em visita ao Ceará para passear pelo universo do livro e da leitura durante dez dias de programação.

Com o tema “As Cidades e os Livros”, a Bienal do Livro do Ceará 2019 teve um público de mais de 450 mil visitantes, superando a edição anterior. A movimentação financeira também foi surpreendente, com mais de R$ 9,6 milhões em vendas e 526 mil livros comercializados. No total, participaram 400 editoras e 27 livrarias, dispostas em 150 estandes e com 90 mil títulos disponíveis para os visitantes.
Os números de visitação escolar também foram maiores do que na última edição e permitiram a alunos de escolas públicas da capital e de municípios do Interior vivenciar momentos de interação com o universo do livro. Ao todo, 809 escolas participaram de visitações à Bienal do Livro, com mais de 40.400 alunos.

Ocupando os três pavimentos do Pavilhão Oeste do Centro de Evento e também em vários locais de Fortaleza e até de outros municípios na ação “Bienal fora da Bienal”, a XIII Bienal do Livro do Ceará teve uma programação diferenciada com 130 horas de atividades, compostas por lançamentos de livros, saraus literários, palestras, apresentações, oficinas, vivências, espetáculos teatrais e musicais, literatura de cordel, contações de histórias, mediações de leituras e bate-papos.

A curadoria foi coordenada pela escritora Ana Miranda ao lado de Inês Cardoso e Carlos Vasconcelos, também curadores desta edição. A realização da XIII Bienal Internacional do Livro também contou com a colaboração de 17 coordenadores de espaços e programação.

“A sociedade cearense se apropriou da Bienal. Ela já passou a ser um bem cearense. Um evento que agrega educação, cultura, cidadania e economia com uma programação muito extensa e muito democrática. Essa Bienal tem um diferencial de formar leitores. Ela tem esse vetor econômico de incremento e aquecimento do mercado editorial no Brasil, mas também essa dimensão de formação. As escolas e as famílias estiveram aqui para atravessar a dimensão da cultura, da literatura, do conhecimento e da informação”, festeja o secretário da Cultura, Fabiano Piúba.

A Bienal em Números

Mais de 450 mil visitantes, superando a edição anterior
Mais de 400 convidados
130 horas de programação
12 mil metros quadrados ocupados com programação
15 espaços temáticos
400 editoras e 27 livrarias
150 expositores
90 mil títulos disponíveis na feira do livro
526 mil livros/exemplares vendidos
3 mil livros doados para bibliotecas comunitárias
112 lançamentos de livros
Mais de 70 oficinas realizadas
R$ 9,6 milhões em movimentação e vendas (quase o dobro da edição anterior)
950 escolas visitantes
45 mil alunos de escolas públicas de todo o Estado visitando a Bienal
3 mil empregos diretos e indiretos gerados

Publicar um comentário